Comprar Óleo de Alecrim Comprar Óleo de Lavanda Comprar Óleo de Melaleuca Comprar Óleo de Ylang Ylang
Óleo Essencial x Essência

Você vai até uma loja e pergunta para o vendedor: Você tem óleo essencial? O Vendedor responde: Sim! E te oferece essências sintéticas como sendo óleos essenciais puros e naturais, te indica para usar na massagem e para completar você olha no rótulo e vê escrito: Óleo essencial de absinto, morango, dama da noite, lavanda ou de qualquer outra coisa por apenas R$ 8,00.

 

E ai algumas pessoas compram e levam para casa uma essência sintética achando que é óleo essencial.

 

Pois é, muita gente já passou por isso!

 

Lembrando que essências sintéticas são produzidas em laboratórios e não possuem nenhum efeito terapêutico. Devido ao fato de sua composição ser na maioria das vezes apenas um derivado de petróleo ou então óleo essencial extremamente diluído em óleo mineral e acrescentado de essência. São matérias-primas usadas para conferir apenas aroma a alimentos, cosméticos, produtos de limpeza, brinquedos entre outros.

 

Muito utilizada na aromatização ambiental, ela é muitas vezes a causadora das reações adversas como dores de cabeça, alergias, etc, por seus componentes sintéticos, e, por isso, tanto incomodam quem tem enxaquecas e distúrbios gástricos.

 

Já os óleos essenciais, são substâncias naturais, PURAS e muito concentradas (1 gota = 24 xic de chá da planta) e por esta razão, possuem uma complexa mistura de componentes quimícos, que juntos tornam o óleo rico em propriedades medicinais. Com o objetivo de oferecer benefícios a saúde do indivíduo, ou seja, além de aromatizar ambientes proporcionam saúde e bem estar, pois os óleos essenciais que são usados na aromaterapia são verdadeiramente integrativos no sentido de que podem exercer um poderoso efeito positivo sobre a mente, o corpo e o espírito.

 

Você não encontrará óleos essenciais legítimos sendo vendidos por R$ 6,00, R$10,00, R$12,00 ou R$ 15,00. Óleos essenciais são mais caros por necessitarem de grande quantidade de matéria prima e por serem, na maioria das vezes , importadas.

 

O custo diferenciado do óleo essencial acontece de acordo com a planta da qual ele é extraído e a quantidade necessária para obter o óleo. Por exemplo, com 50kg de folhas de eucalipto produzimos 1L de óleo essencial de eucalipto, enquanto que para 1L de óleo essencial de rosa são necessárias 5 toneladas de pétalas, por esse motivo o óleo essencial de rosa torna-se muito mais caro que o óleo essencial de eucalipto.

 

Assim, observe algumas coisas antes de comprar o óleo essencial:

 

Não é necessário conhecimento técnico para conseguir se proteger, basta seguir algumas dicas: Normalmente as essências são bem mais baratas que os óleos essenciais e todas tem o mesmo preço. São vendidas, normalmente, em embalagens plásticas e transparentes.

 

Observe se os preços são variáveis; A embalagem deve ser de vidro e escura (Ambar ou Azul); O rótulo da embalagem deve ter o nome científico da planta de onde o óleo foi extraído. Ter bons fornecedores de óleo essencial é condição primordial de um Aromaterapeuta, dependemos deles para que as ações terapêuticas em nossos clientes se manifestem e que este sinta-se satisfeito com os nossos procedimentos.

 

Fonte: Änima Ateliê Terapêutico - http://animaatelieterapeutico.blogspot.com.br

           Harmonie Aromatarepaia - www.harmoniearomaterapia.com.br

Qualidade do óleo essencial

Como os óleos essenciais são produtos da natureza, a qualidade deles é afetada pelas condições de cultivo de cada espécie de planta em particular, pelas técnicas de extração, pela armazenagem e por outros fatores. Até mesmo o tipo de solo, a temperatura e a sombra das nuvens afetam alguns óleos.

Para determinar a qualidade de um óleo essencial, é necessário levar em consideração três características muito importantes - pureza, classificação e integridade. 

Pureza

Pureza é um fator importante para quem compra óleos essenciais. Eles podem ser adulterados, expandidos ou diluídos em óleos vegetais, álcool ou solventes ou podem ser inteiramente substituídos por uma imitação de baixa qualidade. Esses substitutos e expansores podem não ser derivados de plantas. E mesmo se forem, o óleo não será tão potente como deveria ser, nem funcionará como deveria. Infelizmente, um rótulo que informe que o produto se trata de um óleo essencial puro não é garantia de que ele seja realmente puro. Um óleo de rosa ou baunilha pode ter sido produzido em laboratório com produtos químicos sintéticos, mas ainda assim pode ser rotulado como óleo essencial.

Óleos baratos como o de laranja, cedro ou hortelã-pimenta, raramente são adulterados. Entretanto, a adulteração é comum em óleos caros que têm maior demanda, como os de rosa, melissa e jasmim. Geralmente é fácil detectar quando são diluídos em óleo vegetal. A diluição em álcool pode ser um pouco mais difícil de ser detectada, pois esses óleos têm um leve odor de álcool. Os óleos adulterados com um solvente claro não oleoso são os mais difíceis de serem reconhecidos. Isso é um potencial risco para a saúde, porque os solventes são rapidamente absorvidos pelo corpo quando esfregados na pele ou inalados. 


Classificações

Muitos óleos essenciais são vendidos para distribuidores com diferentes classificações. Seus preços geralmente refletem isso: as melhores classificações exigem até o dobro do custo das classificações menores. Por exemplo, a essência de lavanda normalmente está disponível em pelo menos uma dúzia de classificações diferentes e a de limão, em quatro. As classificações menores geralmente ainda são óleos essenciais puros, mas contêm menor quantidade dos mais importantes princípios aromáticos e ativos.

Os diferentes métodos de processamento podem produzir diferentes classificações. Por exemplo, a redestilação produz um óleo mais forte em alguns componentes do que em outros. Isto é geralmente feito com o óleo de hortelã-pimenta para que o sabor de gomas de mascar e de doces fique mais suave e o aroma fique mais fresco. 

Uma vez que seu olfato tenha tido uma pequena experiência com os óleos essenciais, você vai descobrir que as classificações mais altas geralmente são mais intensas e têm fragrância mais rica. Óleos com qualidade mais baixa geralmente têm aroma menos complexo ou fraco, pois não contêm uma variação completa de compostos aromáticos. 

Quando duas garrafas do mesmo tipo de óleo têm cheiros diferentes, um não é necessariamente melhor que o outro. Os óleos de melhor qualidade são similares ao vinhos finos, pois nem os peritos concordam de maneira unânime na escolha de um favorito. Por exemplo, um óleo essencial de gerânio deve ter um inconfundível toque cítrico, enquanto outros têm um aroma mais parecido com rosas. Qual é o melhor? Muitas pessoas preferirão o aroma de rosas, mas isto não o torna o melhor.

Integridade


Por integridade, entendemos que o óleo deve ser puro e natural e deve se originar de apenas uma espécie de planta (e provavelmente até mesmo da mesma região e colheita). Um óleo com integridade não é elaborado em um laboratório ou composto de óleos essenciais baratos. Mas os óleos essenciais mais baratos de capim limão ou citronela às vezes mascaram óleos mais caros como melissa (erva cidreira). Para fazer um óleo artificial de rosa em laboratório, o gerânio rosa pode ser utilizado como ponto inicial, depois quimicamente alterado para imitar, embora nunca perfeitamente, um aroma de rosa.

O problema aqui é que, embora o produto final ainda contenha apenas óleos essenciais puros e naturais, ele não possui as propriedades desejadas. Procurar um óleo por seu nome em latim pode ajudar, mas não é garantia de que você encontre o que quer.

Fonte: Kathi Keville - traduzido por HowStuffWorks Brasil

Como comprar óleos essenciais

Em primeiro lugar, pode parecer uma tarefa muito difícil saber a diferença entre uma classificação boa ou má de óleo, ou reconhecer um óleo sintético. Porém, você irá se surpreender ao perceber que descobrir um bom óleo essencial se torna uma tarefa fácil após um pouco de prática.

Cada empresa de óleo essencial decide a qualidade que vai oferecer. Algumas vendem as classificações mais baixas e baratas, enquanto outras preferem vender os óleos de classificações mais altas. Algumas linhas tendem a ser mais caras que outras. Porém, não utilize apenas o preço para julgar a qualidade de um óleo, uma vez que as classificações mais baixas podem ser vendidas por um preço muito maior do que valem. Lembre-se, também, de que os vendedores nem sempre conhecem bem a aromaterapia e podem ingenuamente pensar que qualquer coisa que traga um rótulo de óleo essencial, vem da planta cujo nome está indicado na embalagem.

Anúncios sofisticados e embalagens elegantes também podem ser enganosos. Como nem todas as pessoas se preocupam com os efeitos curativos dos óleos essenciais, algumas empresas satisfazem a crescente demanda por aromas com os mais baratos meios à sua disposição. Os mais inescrupulosos vendem os óleos de baixa qualidade pelo preço dos de melhor qualidade.

Diante disto, você encontrará óleos e produtos relacionados em lojas de alimentos naturais, de ervas, em catálogos de especialidades e, é claro, em lojas de aromaterapia e de cosméticos. Algumas lojas também vendem pela Internet. 

Algumas empresas que vendem óleos essenciais por correio são administradas por aromaterapeutas que apostam sua reputação para fornecer óleos de alta qualidade, então elas podem ser a melhor opção para você comprar o que deseja. Entretanto, é necessário saber exatamente o que você quer, uma vez que não será possível sentir o aroma antes de comprar.

 

Os óleos essenciais mais baratos podem

custar muito mais por serem mais fracos e você terá

de usar uma quantidade maior para conseguir o mesmo efeito

Preço

Há uma grande variedade de preços de óleos essenciais, pois a produção de alguns é mais cara que de outros. Na Bulgária, meninas em idade escolar trabalham colhendo pétalas de rosas delicadas antes que os raios do sol possam liberar o óleo perfumado no ar. A Bulgária produz o mais fino óleo de rosas do mundo, mas são necessários cerca de 300 quilos de pétalas para produzir apenas 0,035 gramas de óleo. O óleo de rosas também é caro porque as flores devem ser cultivadas com cuidado, podadas e colhidas manualmente. 

O óleo de jasmim é caro por razões semelhantes. Produzir 0,035 gramas de puro óleo de jasmim requer 20 dias de trabalho de um colhedor experiente, seguido de métodos caros de extração. Como consequência, rosa e jasmim demandam de altas quantias de dinheiro. Por outro lado, a hortelã-pimenta é muito menos custosa porque a planta contém mais óleo essencial, é relativamente fácil de cultivar e é colhida por máquinas. O preço dos óleos essenciais varia de US$5 a US$800 por 0,035 gramas ou mais, refletindo a dificuldade envolvida na sua produção.

Outros fatores como condições de cultivo, a raridade da planta, ou o local onde a planta cresce, afetam os preços dos óleos essenciais. Os óleos essenciais produzidos nos Estados Unidos automaticamente demandam um preço mais alto para cobrir o maior custo de trabalho. 

Surpreendentemente, óleos mais baratos provavelmente custarão mais com o tempo. Óleos de menos qualidade geralmente são mais fracos do que os de alta qualidade e você terá de usar uma quantidade maior para conseguir o mesmo efeito do óleo de alta qualidade. Dependendo de quanto você precisa usar, você pode acabar gastando mais do que se tivesse simplesmente comprado um de melhor qualidade.

 

Fonte: Kathi Keville - traduzido por HowStuffWorks Brasil